sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A COMIDA E A POESIA


O significado da comida ultrapassa o simples ato de alimentar-se. São muitas as tradições que consideram a hora da refeição como semi-sagrada, de silêncio, compostura e de severidade. Manda-se respeitar a mesa e, no interior, não se comia trazendo armas, chapéu na cabeça ou então sem camisa. Comer junto é aliar-se: a palavra “companheiro” vem do latim “cum panis”, de quem compartilha o pão.

A culinária é mágica, saborosa e diversificada. Cada um tem seus pratos favoritos, preparados de acordo com suas preferências, transmitidas através das experiências vividas e conforme nos trazem sensações de prazer.

Quem me conhece sabe que amo cozinhar, mas é estranho o fato de como alimentos me lembram pessoas! É como se fosse uma mescla de todas as outras memórias, tendo como elo a comida. Poético? Nem tanto, mas tem um toque de ironia... Por exemplo, toda vez em que corto uma cebola vem na memória meu amigo César que odeia a “bundinha” da cebola, quando corto um tomate tenho recordações do Alexandre que sempre dizia para descascar o tomate pois é na casca que estão os agrotóxicos, ao usar bacon me lembro do Saulo, por sua preferência, utilizando brócolis penso na Susana, ao fazer molho de macarrão trago lembranças de todos os amigos da infância, pois foi o primeiro prato que aprendi a fazer nas reuniões da galera, e ao preparar maionese com galinhada recordo-me de todos meus aniversários e da inesquecível festa de despedida da empresa em que trabalhava. O que faz lembrar que nunca realmente escrevi sobre a minha festa de despedida.

Amar e se alimentar são magia em comum, existem e se complementam, não há como amar e não se alimentar ou o inverso. Se realmente somos aquilo que comemos, também comemos da mesma forma que amamos. E a vida ensina a poesia que existe para viver um grande amor, conforme nos ensina o poeta:

Para Viver Um Grande Amor

Vinicius de Moraes


Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.


Texto extraído do livro "Para Viver Um Grande Amor", José Olympio Editora - Rio de Janeiro, 1984, pág. 130.

CULINÁRIA POETICA




Quem reconhece na culinária os elementos da magia, está apto ao "banquete de Eros" e a saborear o maná e a ambrosia no Olimpo, servido por Hebe a deusa da eterna juventude em convívio com outros deuses.

Ora e o que temos hoje para o jantar ???

Da mistura de diversos aromas, do gostinho de sentir
Da criação na procura da alma, que busca na ilusão
Da vontade de amenizar a fome, repartindo o pão
Da palavra escrita, descrita em viagem do ir e vir

No encontro de três amantes; a causa, a ação e a reação
No confronto da igualdade somada a amores e dissabores
No relato em fatos resultados de compreender das cores
No quadro pintado em constantes retoques a seis mãos

Em compasso formado no som eternizado do arbítrio
Em passos certos do caminhar seguindo uma direção
Em linha reta sabendo do pulsar em único coração

A certeza de ter a presença do idealismo junto ao átrio
A espera de mostrar da entrada ao requinte das mesas
A arte de em receitas servir a poesia em sua realeza.

CURTINDO COM OS AMIGOS E MOLHO ROSE


É um prazer curtir épocas festivas com amigos, os solteiros recebem seus amigos e amigas ou mesmo casais que recebem casais amigos. Participando e compartilhando vibrações positivas.

Eu não sei se gostam de ovos de codorna, mas acho um bom ´tira gosto´, desde que servido quentinho, assim que for descascado, tomando o cuidado de lavá-los em água filtrada. E se precisar preparar antes, o jeito é deixar na geladeira até os convidados chegarem ou servir numa vasilha em contato com outra com gelo para conservar os ovos. Muita gente prefere os ovinhos frios.

E pra dar um sabor especial aos ovinhos, adoro o falso, mas rápido e saboroso, molho rosé: maionese, ketchup e mostarda.

Pra preparar o molho, a proporção é uma colher de sopa de maionese para duas de ketchup e meia de mostarda.

O legal é servir uma pequena porção de molho para cada casal. Cada um com seu garfo ou palito se serve dos ovinhos e os mergulha na sua vasilhinha de molho rosé.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Descomplicando o Vinho


1º- O que fazer quando a garrafa é mostrada?

Checar no rótulo se é aquele vinho que foi pedido, não esquecendo de certificar-se da safra também.

2º- O que fazer quando a rolha é colocada na mesa ?

Verificar o estado da rolha, principalmente se ela não está rachada, mas só vale se for em toda a extensão, ou seja, de cima a baixo, pois dessa maneira, teria entrado ar no vinho, oxidando-o.

3º- O que fazer,quando o vinho é servido,só um pouquinho na taça?

Espera-se que verifiquemos se o vinho está bom ou não. Caso ele esteja ruim, será trocado.Mas atenção, só vale para quando não está bom e não por não ser de nosso agrado.

Primeiro erguemos a taça contra a luz para verificar se há algum corpo estranho, sem ser borra (indica guarda), sem ser cristais e CO2 (resultantes de vinificação). Depois, sem agitar a taça, fazendo uso do olfato, procuramos um cheiro ruim, que pode ser mofado, avinagrado ou oxidado (sem ser o Jerez, pois é uma de suas características).
É importante não dar aquele giro do vinho na taça, pois os aromas poderiam se confundir com os ruins, dificultando a percepção. O vinho com aroma ruim tende a aumentar.
Caso tenha dúvida, espere alguns minutos e veja se ficou mais nítido, mas sempre podemos nos certificar colocando-o na boca e provando-o, se estiver bom, faça o sinal ou fale ...pode servir.

O correto é encher 1/3 da taça para vinhos e 2/3 para espumantes.

4º- Como segurar a taça de vinho ?

Segure a taça sempre pela haste ou base. Nunca pelo corpo, pois estaria alterando a temperatura do vinho.

5º- Como degustar ?

Relaxe. Descubra o seu gosto pessoal nesse universo complexo de aromas, sabores e sensações.

Combinação do vinho com comida

Vinho tinto seco leve : carne vermelha frita ou grelhada.
Vinho tinto seco encorpado : carne assada e queijos fortes.
Vinho tinto leve : massas tipo alho e óleo.
Vinho tinto seco : massas com molho de tomate.
Vinho branco seco : massas com molho branco,saladas,antepastos.
Vinho branco seco leve : peixes.
Vinho seco encorpado : ostras e mariscos.
Vinho doce : bacalhau.
Vinho do Porto : frutas secas, bolos,etc.

Jantar especial com vinho

Harmonização

Apesar de todas as recomendações, regras e equivalências existem pouquíssimos casos em que prato e vinho são absolutamente incompatíveis, especialmente quando o ambiente é formado por pessoas alegres, descontraídas e "normais". Nada estraga um bom encontro.

Naturalmente que saladas carregadas de vinagre, algumas entradas na base de atum, sopas cremosas, recomendam um pouco de distância com o primeiro vinho.

A conhecida fórmula de harmonização peixe-vinho branco, carne-vinho tinto foi consagrada ao longo de séculos pela preferência de quem as praticaram.

Quer ser desobediente? Seja, você decide. Se a seguir, certamente terá menos possibilidades de errar.
Seja prudente e tradicional. O convívio entre vinho e comida será mais pacífico.

Quantos vinhos ?

Variedade não é garantia de êxito.
Aqui a recomendação é quanto menor, melhor.
Algumas (bastantes) pessoas não estão acostumadas às misturas e a conseqüência é dor de cabeça no dia seguinte.Procure ser discreto e prudente.
Se a escolha é espumante, branco ou tinto, que o seja durante todo o encontro.
Evite excesso de tipos que atrapalham e podem ser lembrados por alguns dias.

Seqüência

Não existem regras, somente bom senso.

A seqüência de pratos e bebidas consumidos num espaço curto de tempo, como uma refeição, devem ter como objetivo de um não impedir o destaque do outro. Por esta razão a complexidade e intensidade de aromas e sabores deve ir "crescendo".

Pratos leves e vinhos ligeiros no início, pratos fortes e vinhos robustos como principais.

Procure servir antes os brancos que os tintos, os secos antes que os suaves, os jovens antes que os velhos.Se for uma seqüência de tintos, procure iniciar pelo de safra mais recente.

Um vinho do Porto é maravilhoso, mas como vinhos de aperitivo deixa a desejar já que o teor alcoólico é relativamente alto e os teores elevados de açúcares atrapalharão o vinho seguinte.

Quanto vinho ?

Se o grupo é "normal" não falha ao calcular meia garrafa por pessoa no total entre espumantes, brancos e/ou tintos.
Se o grupo é valente, adicione até vinte por cento por precaução.

Preparação

Os espumantes e vinhos brancos devem ser servidos esfriados.
A forma mais cômoda é através de um balde de gelo, 45 minutos para o espumante e 25-30 para os brancos são suficientes.
Os tintos jovens devem ser ligeiramente esfriados durante 10-15 minutos.
Se forem envelhecidos é recomendado a oxigenação numa jarra ou dekanter.

Utensílios

Sacarrolhas prático, com espiral forte e adequada, copos de cristal ou vidro fino, transparentes, de bom tamanho (melhor grandes que pequenos) de boca mais fechada que o corpo, haste longa e boa base e taças de espumantes do formato tulipa, altas, esguias que permitam observar o movimento das borbulhas são instrumentos mínimos de quem pretende dar tanto destaque a seus pratos como a suas bebidas.

Está pronto? Vai em frente... a noite será inesquecível.

Oito maneiras de reduzir o apetite e perder a barriga


Conheça 8 produtos que prometem queimar gordura, diminuir a vontade de comer doces, acelerar o metabolismo e emagrecer sem grandes sacrifícios

abuless

Tira a fome, evita o efeito sanfona e seca até 6 kg por mês

O que é
Pó à base de óleo de palma e aveia que dispensa dieta.

Por que emagrece?
Aciona o sistema de controle do apetite, que envia ao cérebro aviso de saciedade. Vendido em farmácias de manipulação, promete evitar o efeito sanfona - você seca e não engorda mais.

Ingestão
Dissolva, todo dia de manhã ou no almoço, o conteúdo de um sachê em 200 ml de água, suco ou leite.
Contraindicação
Não tem, mas grávidas e lactantes devem consultar um médico antes de consumi-lo.

Preço
Informações
www.cedroni.com.br

Lecitina de soja

Acelera o metabolismo e seca até 3 kg por mês

O que é
Cápsula à base de óleo de lecitina (um dos componentes da soja).

Por que emagrece?
A lecitina é constituída por fosfolipídeos - tipo de gordura que acelera o metabolismo e a queima calórica e ainda facilita o transporte de lipídeos. Associada a uma dieta pobre em gorduras, reduz os níveis de colesterol no sangue.

Ingestão
Três vezes ao dia, beba duas cápsulas com 200 ml de água nas refeições.

Contraindicação
Grávidas, alérgicos à soja e quem faz reposição hormonal não devem tomar.

Informações
www.schraiber.com.br

Chá misto camponês

Diurético e antioxidante, promete secar de 4 a 5 kg por mês

O que é
Chá que mistura as ervas carqueja, camomila, chá verde, hibisco, hortelã, jasmim e capim-limão.

Por que emagrece?
Com propriedades diuréticas, elimina o inchaço. A bebida também acelera a queima de gorduras, melhora a digestão e regula o intestino.

Ingestão
Adicione 2 collheres (sopa) em 1/2 litro de água e leve ao fogo até ferver. Abafe por alguns minutos. Tome-o quente ou gelado, duas vezes ao dia.

Contraindicação
Hipersensíveis aos componentes da fórmula devem evitar o chá.

Informações
SAC: (44) 3263-6465

Ração humana 20 ingredientes

Elimina a gordura abdominal e a celulite, além de secar até 6 kg em três meses

O que é
Mix de cereais enriquecido com chá de oliveira e colágeno.

Por que emagrece?
As fibras regulam o intestino e promovem saciedade. O chá de oliveira contém minerais que estimulam a eliminação de gorduras, inclusive a abdominal. O colágeno combate flacidez e celulite.

Ingestão
Antes do almoço e do jantar, misture 1 colher (sopa) no suco, vitamina ou leite, e beba.

Contraindicação
Gestantes, hipertensos, lactantes, crianças e idosos não devem tomar.

Informações
www.nutrigold.com.br

Chá misto Stilo Sim

Diminui a vontade de comer doce e seca de 4 a 6 kg por mês

O que é
Chá composto de ervas, flores e frutas.

Por que emagrece?
A laranja amarga e o chá branco otimizam a queima de gorduras. Já o hibisco diminui a ânsia por doces e faz o intestino funcionar melhor. O chá possui, ainda, propriedades diuréticas e antioxidantes.

Ingestão
Ponha 2 colheres (sopa) em 1 litro de água fervente. Desligue o fogo e deixe por três minutos. Beba durante o dia. Não ultrapassar o limite de 1 litro diário. Para não perder as propriedades do chá, prepare-o no mesmo dia em que for consumir e não use vasilha de alumínio

Contraindicação
Gestantes.

Informações
www.andreresende.com.br

Metabolize 4

Turbina a perda de peso, elimina a barriga e seca de 3 a 6 kg em até dois meses

O que é
Fórmula manipulada que combina nanoprobióticos, cromo, magnésio e zinco.

Por que emagrece?
Os componentes aceleram a queima de gordura, inclusive a abdominal. Melhora os índices de colesterol total, triglicérides, glicemia, pressão arterial e o funcionamento intestinal.

Ingestão
Até 500 mg por dia. Pode ser consumido, em cápsula ou pó, após o café da manhã ou almoço.

Contraindicação
Alérgico à fórmula? Evite-a!

Informações
www.vitallab.com.br

Irvingia

Tira a fome, combate o acúmulo de gordura e seca 18,4% do peso em dez semanas

O que é
Fórmula à base de extrato de manga africana.

Por que emagrece?
Acelera o metabolismo e promove a sensação de saciedade. Suas propriedades impedem o acúmulo de gordura.

Ingestão
150 mg do produto em forma de bombom, goma ou cápsula. Consuma duas vezes ao dia, antes das refeições.

Contraindicação
Diabéticos e/ou quem tem alta taxa de colesterol no sangue devem consultar um médico antes de consumir.

Informações
www.attivosmagisttrais.com.br

Óleo de linhaça dourada

Facilita a queima de gordura e seca até 3 kg por mês

O que é
Óleo extraído da semente da linhaça dourada.

Por que emagrece?
Rico em ômega 3, combate processos inflamatórios, como obesidade. Ao facilitar a perda de peso, melhora a ação da insulina (hormônio que controla a glicose no sangue), evitando picos de fome.

Ingestão
Adicione 1 ou 2 colheres (sopa) em uma refeição diária. Cuidado: se levado ao fogo perde suas propriedades nutricionais.

Contraindicação
Pessoas com problemas de coagulação sanguínea devem evitar o produto.

Informações
www.longevid.com.br


por Fabricio Pellegrino e Thais Harari

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Conhecendo os vinhos


A cultura do vinho fascina a todos os aficionados por esta bebida conhecida desde a Antigüidade.

O melhor conhecimento do vinho depende do entendimento das possíveis maneiras de se elaborar o mesmo. Existe uma grande variedade de produtos que podem ser elaborados a partir da mesma matéria-prima.

O modo de elaboração dos vinhos deve ser decidido antes da fermentação do mosto, segundo o tipo de produto a ser conseguido e também, da qualidade da uva. Por isso, tentamos classificar os vinhos através de suas características comuns e identificáveis, por degustações ou análises de laboratório.

Existem muitos vinhos no mercado, com várias características distintas entre eles, dificilmente você poderá encontrar um vinho de diferentes vinícolas com o mesmo sabor e aroma. Cada país vitivinícola possui uma legislação específica para o vinho, esta busca definir de maneira simplificada todos os produtos que se obtém a partir da uva.

Como os vinhos são Classificados

1º- MODO DE ELABORAÇÃO

Sempre que se inicia o processo de elaboração dos vinhos, devemos definir que tipo de vinho será elaborado, isso porque existem maneiras diferentes de se conduzir o processo, gerando produtos diferenciados.

Depois do vinho pronto, é difícil de que o mesmo possa sofrer transformações para produtos diferentes. Estes produtos, são o que chamamos de produtos derivados do vinho e da uva. Primeiramente, se faz o processo de elaboração do vinho, e suas definições são feitas a partir do tipo de uva que foi empregado no processo, como por exemplo, variedades de uvas européias ou americanas.

Depois de fermentado, vários produtos podem ser originados a partir do vinho. Um exemplo disso é o Brandy, que é um destilado de vinho que deve ser envelhecido durante 6 meses em barris de carvalho. É muito conhecido como "Conhaque", porém este termo se refere à produtos elaborados na região de Cognac na França. Outro produto, pouco lembrado, é a Graspa, chamada de "Grappa" na Itália. É obtida a partir do bagaço da uva que já sofreu a fermentação, depois de fermentado o bagaço é colocado nos destiladores, pode ser envelhecida em barris de carvalho ou simplesmente bebida sem nenhum envelhecimento.

O vinho espumante é muito conhecido pelo consumidor, é uma bebida originária da França, na região de Chamapagne. Se origina de uma Segunda fermentação de um vinho base, que pode ser na própria garrafa (Método Tradicional) ou em grandes recipientes (Método Charmat), possui uma grande concentração de gás carbônico, que é responsável pela espuma.

2º- COLORAÇÃO

Os vinhos podem possuir coloração diferente segundo a uva que lhe dá origem e com o envelhecimento a coloração pode mudar.
O vinho branco é aquele elaborado com uvas brancas, possui uma coloração amarelada, com diversas tonalidades combinadas com o amarelo. Pode ser elaborado de duas formas, através de uvas brancas -"Blanc de Blancs" ou com uvas tintas vinificadas em branco -"Blanc de Noir".

Outro é o vinho tinto, que é o vinho elaborado exclusivamente de uvas tintas, depende muito da qualidade da uva, é o vinho mais apreciado pelo consumidor atual. Ou então, o vinho rosé ou rosado, que é um vinho com uma coloração intermediária. Pode ser elaborado de duas formas: ou por mistura de um vinho tinto com um branco ou com uvas tintas que ficam um tempo pequeno com a presença das cascas das uvas, período chamado de Maceração Pelicular. Sua expressão no mercado sempre foi diminuta, quase não são elaborados atualmente.

3º-AÇÚCAR

Dependendo da quantidade de açúcar que o vinho possui, este recebe classificações, como seco ou suave.
Suave, pode ser tinto ou branco, ao qual é adicionado açúcar, desta forma, o vinho fica com uma dose grande de açúcar residual, que é o açúcar que não é consumido pelas leveduras durante a fermentação alcoólica e se acumula no meio. Por esta técnica, os apreciadores dizem que eles possuem uma qualidade inferior, já que o açúcar pode esconder vários defeitos dos vinhos, além de características aromáticas das uvas. Ou então, secos, estes possuem uma dose muito pequena de açúcar residual, pois a fermentação só acaba com o fim do açúcar presente no mosto, devem possuir o máximo de 5g de açúcar por litro de vinho, este índice é especificado pela Legislação Vitivinícola Brasileira.

4º-TIPO DE UVA

Podemos classificar os vinhos como sendo Varietais ou Assemblage.
O termo Varietal, se refere ao vinho que recebe no rótulo o nome da variedade que lhe deu origem, para ser considerado como vinho varietal, o mesmo deve conter 65% da variedade dita em sua composição.

Quando se fala em Assemblage, se refere a elaboração de um vinho através da mistura (corte) de dois ou mais vinhos de variedades diferentes, em proporções variáveis segundo a experiência do enólogo. É um costume europeu elaborar vinhos desta maneira, cuja melhor combinação, segundo os franceses, é o corte dos vinhos Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot.

5º-SAFRA

Existem no mercado atual vinhos safrados ou não, esta classificação não é obrigatório aparecer nos rótulos dos vinhos, porém já é costume definir a safra ou vindima do vinho.
Os vinhos ditos safrados, devem possuir em seu rótulo a safra de uvas que lhe deu origem, mas se o vinho não for safrado, ela não precisa aparecer.

6º- ENVELHECIMENTO

Os vinhos podem ser classificados como jovens ou envelhecidos.
O tempo de envelhecimento depende muito das características do vinho, pois existem vinhos que podem ser bebidos jovens, porém outros só ficam bons com um certo período de envelhecimento.

Um vinho jovem, pode ser tinto ou branco, é um vinho que apresenta pouca longevidade, geralmente não dura mais que dois anos, possui um aroma mais frutado, coloração mais viva. O seu aroma é mais delicado, pode lembrar flores, é extremamente frutado e de paladar agradável.

Já os envelhecidos, dependem do potencial da uva (é o que determina o quanto o vinho irá envelhecer), com o envelhecimento, o seu "bouquet" (aromas bons dos vinhos) evolui, e torna aromas mais fortes, lembrando manteiga, baunilha (aromas típicos de envelhecimento em barris de carvalho), a coloração fica mais opaca. O envelhecimento pode ser em barris de carvalho ou na garrafa, em ambientes apropriados para tal processo.

7º- VARIEDADES DE UVA

Cada variedade possui características particulares, sendo assim, os vinhos elaborados com cada variedade serão distintos uns dos outros, segundo as qualidades das uvas que lhe deram origem:

Chardonnay:

vinho branco de paladar marcante e agradável, possui acidez equilibrada, coloração amarelo palha esverdeado, e vai ficando amarelo ouro com o envelhecimento, seus aromas lembram maçã verde, manteiga, é muito frutado e com notas florais.

Gewurztraminer:

vinho branco de coloração amarelo palha, intensa e brilhante.
É muito apreciado pelo consumidor brasileiro, por ser bem aromático, porém o plantio desta variedade está cada vez mais diminuto, por problemas de adaptação ao nosso clima.
Possui aromas próprios de variedades "moscatel", muito frutado, lembrando abacaxi, tabaco, canela, cravo, amêndoas e grãos tostados.
É leve, fino e no paladar é macio, muito marcante.

Cabernet Sauvignon:

vinho tinto encorpado com coloração intensa, brilhante, serve muito bem como vinho de guarda (envelhecimento em barris de carvalho ou na própria garrafa).
Seus aromas são complexos, melhoram com o envelhecimento, lembram frutas vermelhas (morango, framboesa, amora), pimentão, aroma herbáceo (feno, grama cortada), chocolate e com envelhecimento até pode ter aromas de café e baunilha.

Cabernet Franc:

vinho tinto de coloração intensa e brilhante, possui uma boa estrutura, bouquet agradável, é equilibrado.
É um vinho mais rústico e robusto, encorpado, de aromas mais fortes, se comparado ao Cabernet Sauvignon, por exemplo.
Seus aromas típicos são o herbáceo e frutas vermelhas, bem pronunciados, nota-se alguma nota floral pouco pronunciada e também grãos tostados e baunilha.

Merlot:

vinho tinto de coloração intensa e brilhante, de corpo e envelhecimento médios, seus aromas são mais frutados e florais (violeta), lembrando cravo e canela, frutas secas e baunilha, de paladar marcante.

Pinot Noir:

vinho tinto jovem de coloração viva, o cultivo desta variedade na Serra Gaúcha é prejudicado pelo ataque severo de moléstias fúngicas e podridões do cacho.
Seu vinho é complexo e delicado, extremamente frutado, com aromas que lembram frutas vermelhas, mais morango e cereja, algumas notas florais e até café.
Atualmente no Brasil, este vinho é muito utilizado para a elaboração de espumantes, pois confere corpo a esta magnífica bebida.

Gamay:

vinho tinto jovem de cor vermelho rubi, leve, descontraído e frutado.
O seu aroma é intenso, lembra framboesa, figo e banana, frutas secas, cravo e canela.
Geralmente, é consumido no mesmo ano da sua elaboração, pois senão pode oxidar e perder todas as suas características iniciais.

Tannat:

vinho tinto de coloração viva e intensa, vermelho rubi com tons violáceos.
Esta videira é de cultivo recente no Brasil, porém no Uruguai é muito cultivada, por seu vinho possuir coloração intensa.
Seu aroma lembra cacau, pimenta, baunilha e manteiga. No paladar ele é ácido e tânico (adstringente), o que forma um paladar bem agradável.

sábado, 27 de novembro de 2010

Heiki - A Cura pelas mãos...



A cura através das mãos. A palavra HEIKI tem origem oriental e significa "Energia Vital Universal" (Rei = Universo; e Ki = Energia). Usada no século passado pelo Dr. Mikau Usui, Reiki é uma técnica usada para restaurar e equilibrar a energia, sendo eficiente para prevenção de doenças relaxamento e redução do stress.

O Heiki ajuda na cura física, mental e emocional, proporcionando um crescimento espiritual que leva o indivíduo a entrar em contato com seu próprio "eu". A técnica consiste na imposição das mãos sobre os chacras, onde o terapeuta torna-se um canal de passagem da Energia Universal.

ORIGENS DO HEIKI:
Das origens do Reiki sabemos que Mikao Usui viveu de 1750 até o início do Século IX; era padre cristão em Kioto (Japão) e professor na Universidade local. Seus estudos se concentravam em descobrir como Jesus conseguia realizar seus milagres. Ele sabia que era possível curar com as mãos através da força vital que as mesmas emanavam, mas desconhecia de que modo isso funcionava.
Em vão foi à América, para a Universidade de Chicago, tentar desvendar o segredo das curas milagrosas de Cristo. Ali se tornou Doutor em Teologia.

De volta ao Japão, e mais tarde na Índia, estudou sânscristo e as antigas escritas budistas, encontrando finalmente a chave da sabedoria antiga: uma fórmula em sânscrito baseada numa série de símbolos, os quais, acionados, ativam e captam a energia vital universal.

Depois, Usui ensinou a sabedoria a vários japoneses e fundou o sistema dos Mestres do Reiki. Um Mestre de Reiki recebe uma iniciação ligada a uma transmissão de energia de um grão-mestre, e é assim qualificado para despertar energias nas outras pessoas e transmitir o "Dom da Cura".

A americana de origem japonesa - Hawayo Takata - levou o Reiki para o Ocidente nos anos 40 e , em 1983, o Reiki entrou pela primeira vez no Brasil, trazido pelo Dr. Egídio Vecchio- PHd e tendo a Dr.ª Claudete França como primeira Mestre em Reiki em toda a América do Sul

QUE É HEIKI:

Reiki é um método de cura natural pelas mãos.

REI significa universal e KI a força da energia vital que está presente, pois pertence ao que é cósmico.

Reiki pode ser então definido como " a Arte e a Ciência da ativação, do direcionamento e da aplicação da Energia Vital Universal, para promover o completo equilíbrio energético, para prevenção das disfunções e para possibilitar as condições necessárias a um completo BEM ESTAR ".

Esta é a ENERGIA que forma os indivíduos em todas as etapas da vida, a porção de FORÇA VITAL (que é uma luz invisível que passa pelo cérebro, o sistema nervoso e as veias) que anima todos os corpos, fazendo com que uns sejam saudáveis, e outros, devido a sua falta, enfermos.

ONDE E COMO ATUA O HEIKI:

O Reiki deve percorrer todo o ser vivo. Mas o "stress" diário, as tensões que as crises pessoais e sociais nos criam, a má alimentação, a má respiração, impedem o fluxo desta energia natural. Todos sabemos os efeitos da depressão, da ansiedade, do medo, mas poucos de nós somos treinados para evitar estes estados negativos.

O grande sucesso do Reiki é que é seguro, é fácil, acessível a qualquer criança, é simples e, uma vez ativado, permanece energizando o sistema orgânico que recebeu sua aplicação. Também por não ter conotação religiosa e não intervir com outros tratamentos, sua prática vem crescendo dia a dia

COMO VIVENCIÁ-LO:

O seminário tem como objetivo geral o de fazer com que as pessoas interessadas numa vida mais equilibrada possam saber como entrar em harmonia com esta energia vital-universal, tornado-se instrumentos canalizadores e disseminadores dos efeitos positivos que a ENERGIA REIKI propicia.

Por meio de inúmeros exercícios práticos, a Mestre ensinará a todos os presentes métodos de auto-ajuda, assim como de ajuda ao próximo, seja ele ser humano, planta ou animal.

PONTOS IMPORTANTES DO HEIKI:

1)Reiki é uma ciência energética. Reiki trabalha independente de qualquer sistema religioso.

2)Reiki é energia não polarizada, portanto, sempre segura.

3)Como o Reiki é não-polarizado, pode ser usado até por uma criança; pode ser usado para tratar, até mesmo, doenças crônicas; ou por um adulto de qualquer meio social.

4)Sendo não-polarizado, Reiki trabalha conjuntamente com qualquer outra forma de terapia incluindo medicamentos, quimioterapia, cirurgia, homeopatia, acupuntura, etc.

5)Porque Reiki é energia que emana do nível subatômico, quando fazendo o tratamento, o terapeuta utiliza primeiramente a Energia Reiki e de uma maneira menor, de toda energia inata do corpo. O terapeuta de Reiki não arrisca nada ao tratar de outros e o Reiki na verdade estará energizando-os quando eles tratam de outra pessoa. Após tratar muitos pacientes, por mais que estejam doentes, o terapeuta Reiki geralmente se sente mais energizado.

6)Reiki trabalha no plano causal, isto é, no nível da raiz da causa e como tal, trata o corpo como um todo; É holístico por natureza, porém não requer nenhuma habilidade em diagnosticar por parte do terapeuta. Por estas razões, Reiki pode ser usado eficientemente por qualquer pessoa de qualquer idade ou meio social.

NIVEIS DO HEIKI:

O PRIMEIRO NÍVEL ( 1º. Grau ):
é o nível principal, durante o qual você recebe REIKI para toda a vida. Você aprende, através de uma técnica específica (pela ajuda das suas mãos), a ativar a Energia Vital em si mesmo e nos outros, a fim de dissolver as causas de tensões, bloqueios e doenças. A energia despertada será absorvida onde for mais necessária naquele exato momento, por exemplo : pelo corpo, pelas emoções, pelo sentimento, pelo intelecto, pela criatividade, pela intuição.

O SEGUNDO NÍVEL ( 2o. Grau ):
é o nível que tem aplicações avançadas para aqueles que desejam conhecer melhor o REIKI, pois, neste nível, o foco é a cura mental com repercussão no corpo físico e etérico, assim como a cura à distância. Aqui o Reiki trabalhará diretamente no plano causal.

O TERCEIRO NIVEL A ( 3o. Grau A ):
capacita ao Reikiano o uso de uma energia especial, que leva ao auto-crescimento, auto-transformação e a ser Mestre de si mesmo. Essa graduação inclui um nível de ativação de energia de alta potência, também para balanceamento energético, cura, integração e iluminação. O 3o. Nível A é de uso pessoal, para multidões e para trabalhar o planeta. Esta graduação está delineada principalmente para aqueles que desejam se aprofundar mais na técnica da Energia Cósmica, sem terem adquirido um certificado, ou se qualificado como Mestre Reiki. O curso é completado, recebendo-se o total e original poder do Reiki do 3º. Nível B.

O TERCEIRO NÍVEL B ( 3º. Grau B ):
é o Nível de Mestre, onde você aprende a iniciar pessoas nos Níveis I, II e III ( A e B ), e a ministrar cursos de Reiki.

Fonte: www.sabedoriamistica.com.br

CULINÁRIA TAMBÉM É POESIA



De que é feito o amor?
Para alguns de massa tenra
Moldando-se de forma terna suavizando assim ...

Houve um tempo um que tudo era diferente
Não havia no tempero itens industrializados
E nem molho pronto na mercearia

Se corria para o terreiro
Apanhava-se um colorau
Pintava-se as receitas com sabor e cor
Como a fazer uma obra de arte com seu prato predileto

Todo domingo era sagrado
Macarronada e frango assado
E a mesa farta
Pura alegria
Se comia com satisfação

Ah! que saudade
Tenho da minha infância!
Morava em um sitio
O alimento era saudável
E tínhamos muito mais saúde
E cozinhar era um ato de prazer...


MACARRONADA E FRANGO CAIPIRA
500 gramas de macarrão espaguete
1 caixa de molho pronto de sua preferência
1 frango caipira
Alho e cebola.

Modo de fazer

Cozinhar o macarrão
Preparar o molho
Corte o frango, tempere bem, coloque na panela e refogue bem no óleo com o alho e a cebola. Deixe dourar, depois coloque a caixa de molho. Deixando encorpar o molho.
Depois é só colocar em cima do macarrão e servir com queijo ralado.

TIPOS DE DIETA

Dieta do Dr. Atkins

Retenção das gorduras

Como é: libera totalmente o consumo de gorduras e proteínas. Recomenda refeições ricas em carne vermelha, ovos, maionese, creme de leite e manteiga. Restringe a ingestão de carboidratos (arroz, batata e derivados de grãos, como pão, macarrão, etc.) e proíbe ingredientes à base de açúcar. É pobre em vitaminas, minerais e fibras alimentares.

Quando surgiu: foi proposta pela primeira vez nos anos 70 pelo cardiologista americano Robert Atkins. Publicada em livro pela Editora Record (edição esgotada), voltou a fazer sucesso quase 30 anos depois.

O que promete: perda de 5 quilos em 15 dias. O baixo consumo de carboidratos diminuiria a produção de insulina e ajudaria a queimar mais gordura. Muitos médicos duvidam da eficiência de tal mecanismo de ação.

Exemplo de refeição: cheeseburguer com omelete e um prato de salada.

Avaliação: reduz o apetite e garante rápida perda de peso. Mas a alimentação gordurosa aumenta o colesterol no sangue e o excesso de proteínas sobrecarrega os rins. \o regime provoca mau hálito, náuseas e dor de cabeça.

Para saber mais: www.atkinscenter.com (em inglês)

Dieta da Lua

As fases do regime

Como é: recomenda o consumo exclusivo de líquidos durante 24 horas, a cada mudança de fase da Lua. Sucos e caldos são os únicos alimentos permitidos.

Quando surgiu: fez sucesso no Brasil durante os anos 80.

O que promete: perda de 1 quilo por semana

Exemplo de refeição: caldo de carne e de legumes e suco de laranja.

Avaliação: a água facilita os processos de digestão e excreção. A perda de peso depende dos alimentos escolhidos. A pessoa corre o risco de engordar se optar por ingredientes calóricos.

Para saber mais: www.maringasaude.com.br/drwesley.

Dieta das Frutas

Receita tropical

Como é: produtos tropicais como abacaxi, papaia e melancia podem ser ingeridos à vontade. Também é conhecida como dieta de Beverlly Hills.

Quando surgiu: idealizada pela ex-gorda americana Judy Mazel em 1983, fez sucesso nas praias da moda durante aquela década.

O que promete: enzimas acelerariam a queima de grandes depósitos de gordura. O mecanismo não é comprovado.

Exemplo de refeição: um abacaxi cortado em rodelas e fatias de melancia.

Avaliação: a dieta é monótona e restringe a vida social do indivíduo. O resultado é irregular. Algumas pessoas perdem peso porque liberam muita água pela urina. Outras não atingem mudanças significativas. Provoca carência de vitaminas A, D, E e K.

Para saber mais: Dieta de Beverlli Hills, Editora Record, R$ 22.

7 Day Diet

As promessas do kit

Como é: alimentos pré-cozidos vendidos em saquinhos devem ser misturados a água fervente no café da manhã, no almoço e no jantar. O kit com 21 refeições custa R$ 179. O cardápio inclui legumes, risotos, massas e sopas. As três refeições contêm cerca de 800 calorias.

Quando surgiu: criada peolo nutricionista americano Gary Smith, foi lançada no Brasil pelo piloto de Fórmula Indy Emerson Fittipaldi em 1998.

O que promete: perda semanal de 7 quilos.

Exemplo de refeição: rigatone ao molho de berinjela, tomates e manjericão.

Avaliação: a quantidade de calorias é demasiadamente baixa. Dietas devem oferecer no mínimo 1.100 kcal/dia para mulheres e 1.450 kcal/dia para homens. O produto provoca drástica redução de peso com riscos à saúde. O kit não deve ser utilizado por mais de 16 semanas.

Para saber mais: www.polishop.com.br.

Dieta do Biotipo

Fé nos órgãos vitais

Como é: afirma que cada pessoa é regida por um órgão vital: pulmão, rins, fígado ou coração. Para descobrir seu tipo físico, o leitor deve responder um questionário sobre hábitos e comportamentos. Há perguntas sobre pontualidade e postura no ambiente de trabalho. Oferece um cardápio específico para cada biotipo.

Quando surgiu: é a dieta da moda. Os seguidores dizem que é fundamentada na "biotipologia". Segundo essa teoria, todos os males podem ser tratados pela alimentação. O regime mistura antigos princípios da medicina praticada na Índia e na China.

O que promete: perda mensal de 5 quilos. E assegura que não há risco de flacidez.

Exemplo de refeição: alface, azeitonas, brócolis, camarão e arroz integral.

Avaliação: ocorre perda de peso porque a dieta é baseada em aliemntos pouco calóricos e com boa quantidade de fibras alimentares. É impossível garantir a ausência de flacidez porque ela não depende só da alimentação. A baixa ingestão de proteínas pode provocar enfraquecimento das defesas imunológicas.

Para saber mais: www.yogasite.com.br/ayurv.

Vigilantes do Peso

Sucesso lento e gradual

Como é: não proíbe nenhum alimento, desde que respeitadas as quantidades estabelecidas pelo método. Permite a combinação de carnes, massas, doces e pães. É preciso seguir a proporção entre carboidratos, proteínas e gorduras. Os sócios são estimulados por depoimentos de ex-gordinhos em reuniões e palestras.

Quando surgiu: em 1963, uma dona-de-casa americana inventou o programa depois de amargar o fracasso de inúmeras dietas. Foi aperfeiçoado por nutricionistas, médicos e psicólogos.

O que promete: perda mensal média de 4 a 6 quilos.

Exemplo de refeição: filé de frango com queijo, maionese light, arroz com brócolis, cenoura cozida, chá e laranja.

Avaliação: pode ser seguida por tempo indeterminado porque oferece refeições balanceadas e todos os nutrientes necessários. A perda de peso é lenta e gradual e conta-se com a orientação de nutricionistas e de psicólogos.

Para saber mais: www.vigilantesdopeso.com.br.

Tipo Sanguíneo

Combustível nas veias

Como é: propõe uma alimentação distinta para os portadores de cada tipo de sangue. Alguns exemplos: frutos do mar e espinafre para indivíduos com sangue tipo O, legumes e verduras para o tipo A, carne para o tipo B, leite para o tipo AB.

Quando surgiu: o livro A Dieta do Tipo Sanguíneo, do americano Peter J. D'Adamo, fez sucesso em 1998. No Brasil, o método foi popularizado pelo médico Sérgio Teixeira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Neste ano, ele lançou A Dieta que Está no Sangue.

O que promete: o indivíduo atingiria o "peso ideal" depois de submeter-se ao regime. Não determina, contudo, a quantidade de quilos perdidos.

Exemplo de refeição: coelho grelhado (700 gramas) como molho de iogurte, chicória e salsa. Ovos nevados como sebremesa.

Avaliação: não existe uma relação comprovada pela ciência entre tipo de sangue e queima do tecido gorduroso. A proibição de ingredientes associa a dieta a sensações de fome e sofrimenot. Pode haver perda de massa muscular em vez de gordura.

Para saber mais: A Dieta que Está no Sangue, Editora Campus, R$ 34.

Dieta dos Pontos

Liberdade de Escolha

Como é: o valor calórico dos alimentos é convertido em pontos. Mulheres consomem 300 por dia e homens podem chegar a 400. Cada ponto equivale a 3,6 calorias. As refeições devem inckuir carboidratos, gorduras e proteínas.

Quando surgiu: método adotado há 30 anos por vários endocrinologistas, foi publicado em livro, no ano passado, pelo médico Alfredo Halpern.

O que promete: perda de peso média de 3 a 4 quilos por mês.

Exemplo de refeição: um pires de bacalhau, duas colheres de sopa de arroz e de palmito, salada de agrião à vontade e uma colher de sopa de doce de leite.

Avaliação: é equilibrada e pode ser seguida por tempo indeterminado. O peso perdido a cada mês pode ultrapassar os 4 quilos. Torna-se inadequada se o indivíduo não escolher os alimentos corretamente. Nesse caso, o regime fica carente de nutrientes essesciais.

Para saber mais: Pontos para o Gordo! Editora Record, R$ 15.

Dr. Ornish

O poder das Fibras

Como é: propõe uma dieta rica em frutas, grãos integrais e totalmente isenta de alimentos de origem animal. Proíbe carne vermelha, frangos, peixes, azeite de oliva e derivados do leite.

Como surgiu: foi criada pelo cardiologista californiano Dean Ornish, autor de cinco best-sellers sobre dieta. O livro Salvando o Seu Coração foi publicado no Brasil em 1995.

O que promete: diz que a redução do consumo de gordura a 10% do total diário de calorias previne doenças cardíacas, emagrece e prolonga a vida.

Exemplo de refeição: hambúrguer de soja no pão integral, milho e pêra ao vinho.

Avaliação: pode ser seguida por, no máximo, um mês. O total de quilos perdidos depende das quantidades ingeridas e da necessidade calórica de cada indivíduo. A falta de nutrientes (aminoácidos e ferro) pode desencadear anemia.

Para saber mais: Salvando o Seu Coração, Editora Relume-Dumará, R$ 31.

Dieta da USP

Ovos e café preto

Como é: uma heterodoxa combinação de alimentos deve ser seguida por duas semanas. Recomenda o consumo de muita proteína e quase nenhum carboidrato. Presunto, ovos e café preto sem açúcar são os ingredientes principais.

Quando surgiu: circula de mão em mão desde 1996. Usa indevidamente o nome da Universidade de São Paulo. A USP criou um serviço de informações para orientar a população sobre os riscos do regime.

O que promete: alardeia a redução de 1 quilo por dia.

Exemplo de refeição: um bife, salada de alface com salsão e dois ovos.

Avaliação: proporciona rápida perda de peso, mas não estimula o indivíduo a combinar alimentos. É carente de vitaminas A, B e C. Eleva os níveis de ácido úrico.

Para saber mais: www.maringasaude.com.br/drwesley.

Dieta dos Quatro dias

Combinação radical

Como é: recomenda o consumo de alimentos pouco calóricos, quase nenhum carboidrato e muita proteína durante quatro dias. Elimina completamente laticínios e cereais, dois importantes grupos alimentícios.

Quando surgiu: nunguém sabe quem a inventou. Distribuída entre aeromoças, bancárias e donas-de-casa americanas, virou livro assinado por Margareth Danbrot em 1985. No Brasil, A Dieta Maravilhosa de 4 Dias continua disponível nas livrarias.

O que promete: garante a perda de até 5 quilos em apenas quatro dias. Aconselha que a pessoa volte a comer normalmente no quinto dia ou passe para uma dieta menos drástica.

Exemplo de refeição: um bife grelhado, salada de alface e tomate sem molho, uma maçã.

Avaliação: traz acentuada perda de peso em pouco tempo. A exclusão de carboidratos esconde um mecanismo perverso. A falta de pães e massas reduz a sensação de saciedade e pode fazer a pessoa procurar alimentos calóricos com maior frequência.

Para saber mais: A dieta Maravilhosa de 4 Dias, Editora Record, R$ 15.

Sanavita

Emagrecimento em pó

Como é: o suplemento alimentar em pó é rico em proteínas e fibras. Custa R$ 89 e dura 15 dias. O composto à base de soja, aveia, germe de trigo e castanha de caju não contém aditivos químicos. O preparado de 400 calorias por refeição é misturado a caldos e leite. A alimentação deve ser complementada por aliemntos sólidos, como saladas, frutas e torradas.

Quando surgiu: criado pela equipe da nutricionista Jocelem Salgado, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queirós, da Universidade de São Paulo.

O que promete: emagrecimento de 1 a 4 quilos por semana.

Exemplo de refeição: sopa de legumes com o preparado em pó, salada de alface e maçã como sobremesa.

Avaliação: o sucesso depende do bolso, e do paladar do consumidor. Em geral, as pessoas enjoam do preparado após algumas semanas. A perda de peso depende dos alimentos eleitos pelo indivíduo. O uso obrigatório do pó dificulta a adaptação à rotina diária.

Para saber mais: www.sanavita.com.br

Só é gordo quem quer

Censura pública

Como é: divide os alimentos em quatro categorias: sal alto e sal baixo, doce alto e doce baixo. Sugere que é preciso misturar ingredientes desses grupos para perder peso.

Quando surgiu: o livro homônimo, lançado pelo médico brasileiro João Uchôa Jr., fez sucesso nos anos 80.

O que promete: diz que é possível comer de tudo e perder cerca de 1 quilo por semana.

Avaliação: induz o indivíduo a programar refeições desbalanceadas. O método não tem comprovação científica. O autor, que reapareceu com formas roliças depois que a fama passou, foi censurado pelo Conselho Regional de Medicina do Rio em 1986.

Para saber mais: www.maringasaude.com.br/drwesley

Meta Real

Reuniões de incentivo

Como é: programa de reeducação dos hábitos alimentares, é baseado em reuniões semanais de auto-ajuda. Um disco de papelão indica quantidades e combinações de alimentos e facilita a escolha do cardápio. O indivíduo deve misturar ingredientes energéticos (carboidratos), reguladores (vegetais e frutas), construtores (proteínas) e neutros (café, chás e temperos). Recomenda três refeições e 1.200 calorias por dia.

Quando surgiu: há 14 anos a química Maria Eliza Zuccona criou a empresa Meta Real.

O que promete: perda média de 1 quilo por semana.

Exemplo de refeição: um pires de nhoque, umbife grelhado, um prato de verduras e legumes cozidos, 15 morangos médios, uma colher de sopa de leite condensado.

Avaliação: é uma das mais adequadas. Oferece cardápio saúdavel e acompanhamento regular. O valor calórico, no entanto, deveria ser prescrito de forma individualizada. Para uma pessoa, 1.200 calorias pode ser pouco, ao passo que para outra pode ser muito.

Para saber mais: www.metareal.com.br.

Dieta da sopa

Pobre em nutrientes

Como é: sopa de legumes batidos no liquidificador. O repolho é o ingrediente predominante. Durante uma semana, é o único aliemnto permitido nas três refeições.

Quando surgiu: atravessou os anos 90 como uma das dietas mais populares. É contra-indicada pelos especialistas. Ninguém sabe quem a inventou.

O que promete: emagrecimento de até 4 quilos por semana.

Exemplo de refeição: sopa de cenoura, beterraba e chuchu.

Avaliação: pode ser adotada no máximo por uma semana e repetida após 15 dias de alimentação normal. Em excesso, pode acarretar prisão de ventre, anemia e desnutrição.

Para saber mais: www.maringasaude.com.br/drwesley

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

JOGANDO O BARALHO CIGANO


Método de Madame Lenormannd

Representa um retrato do consulente, assim como o resumo de sua vida. Por isso, é o primeiro jogo que deve ser aberto, objetivando visualizar o momento atual nos diversos setores da vida (trabalho, amor, saúde, espiritualidade, etc.). O jogo é aberto formando cinco filas da esquerda para a direita, sendo que as quatro primeiras formadas por oito cartas cada e a última por apenas quatro cartas, que devem ser centralizadas. A primeira carta é aberta em dupla com a última, a Segunda com a penúltima, e assim, sucessivamente; sempre da esquerda para a direita na parte superior, e da direita para a esquerda na parte inferior. Primeiramente a carta será interpretada só pelo seu significado específico, juntamente com o simbolismo da que foi aberta duplamente. Somente depois do jogo todo aberto que serão interpretadas as latitudes, longitudes e diagonais vizinhas.

Método da Cruz Mágica

É um jogo simples que utiliza apenas cinco cartas, mais as cartas-temas, que indicam o assunto da consulta. As cartas-tema devem ser colocadas no centro da mandala, sendo as demais embaralhadas. Cinco cartas devem ser tiradas em seqüência. Será analisada pelo oraculador desta forma: A carta 01, é a que fica centralizada na cruz,ela sintetiza o inicial da leitura e influencia as outras cartas. A carta 02 é a que fica acima da carta 01, apresentará situações que estarão interferindo na resolução do problema. A carta 03 estará abaixo da carta 01, indicará fatos ou pessoas que estão contra você na resolução do problema. A carta 04 que estará à esquerda da carta 01, representa as forças, fatos e pessoas que estão dispostas a seu favor na resolução do problema. A carta 05 estará à direita da carta 01, representará o resultado final ou indica posição a ser tomada para a resolução do problema (as cartas temas são: Para o trabalho a carta dos Livros, Para o amor a do Coração, Para a família a da Casa, Para a espiritualidade a da Torre, Para dinheiro a da Âncora, Para amizades, a do Cão).

Método das 03 Cartas

O Método das 03 cartas, é na verdade o método que deverá ser o primeiro que se deita quando o consulente chega até a ofisa. Ele é o que irá direcionar o oraculador, para um dos principais assuntos de interesse que o consulente tem em mente. O procedimento é feito da seguinte forma: O oraculador embaralha bem as cartas, e pede ao consulente que corte o baralho em três montes com a mão esquerda (a dos segredos), o oraculador deverá recolher as cartas de cima dos três montes e vira-las, lendo da esquerda para direita. A primeira carta, falará do passado, a central do presente, e a terceira do futuro, sendo esta também que revela o motivo que fez a consulente vir até a consulta. Terminando este método deve-se partir para o método escolhido que mais se identifica com o oraculador, o que mais ele domina.